Currículo Executivo

ASSOCIAÇÃO DE CEGOS DO RIO GRANDE DO SUL – ACERGS

______________________________________________________________________________________

Dados de Identificação

Nome Associação de Cegos do Rio Grande do Sul – ACERGS
CNPJ 92.896.851/0001-82 ______________________________________________________________________________________

Responsável

Presidente Gilberto Kemer

______________________________________________________________________________________

Fundação
20 de Outubro de 1967

A Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (ACERGS), fundada em 20 de outubro de 1967, é uma instituição assistencial para pessoas cegas ou com baixa visão, sendo dirigida por deficientes visuais. Atua na busca da inclusão de seus usuários na vida comunitária e no mercado de trabalho, através da promoção de oficinas de reabilitação, qualificação profissional, geração de renda e empregabilidade, prática paradesportiva e atividades socioculturais.

A ACERGS também é uma entidade de defesa de direitos das pessoas com cegueira e baixa visão e todas as ações desenvolvidas pela instituição visam a autonomia e independência dos deficientes visuais e, assim, geram melhora da auto-estima, autoconfiança e segurança no ir e vir dessas pessoas. Por outro lado, essas ações contribuem para que a família tenha uma melhor compreensão do seu papel em relação à pessoa com deficiência.

Uma pessoa cega ou com baixa visão, que acredite em si mesma, que tenha o apoio da família e da sociedade, que receba um treinamento adequado para ter acesso à informação, conhecerá um sentimento denominado dignidade e terá acesso pleno à cidadania.

Atividades

1. Centro de Produção de Materiais acessíveis____________________________________________________________________________

O Centro de Produção de materiais acessíveis tem o objetivo de ampliar o número de obras acessíveis, proporcionando o efetivo acesso das pessoas com deficiência visual à informação e à cultura. O Centro de Produção tem equipamentos e recursos humanos especializados para a produção de materiais nos seguintes formatos:
Braille – Impresso em papel mais espesso, é um alfabeto convencional cujos caracteres se indicam por pontos em relevo que a pessoa com deficiência visual distingue por meio do tato.
Voz sintetizada/MP3 – Mídia gravada em CD com voz sintetizada em formato MP3.

2. Centro de Degravação

____________________________________________________________________________ Tem o objetivo de inserir profissionalmente a pessoa com deficiência visual. O trabalho consiste em degravar áudios e vídeos convertendo-os em arquivos de texto, formatando de acordo com a exigência do

cliente, sendo executado por degravadores com deficiência visual e revisores sem deficiência visual.

3. Centro de Qualificação e Inclusão Profissional ____________________________________________________________________________

Este Centro tem o objetivo de ampliar as oportunidades de trabalho, promovendo a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência visual e suas famílias. Para garantir o sucesso no processo de contratação de pessoas com deficiência visual, a ACERGS oferece um conjunto de serviços que permite promover um impacto positivo no clima organizacional, assegurando resultados benéficos na produtividade e agregando valor à imagem institucional.

Serviços: Análise de funções e postos de trabalho; Análise das condições de acessibilidade; Oficina de sensibilização; Consultoria no recrutamento e seleção; Consultoria em informática; Palestras informativas e Treinamentos em diversos temas relacionados ao assunto da pessoa com deficiência. Além destes serviços, desenvolve projetos de qualificação profissional de acordo com a demanda existente no mercado de trabalho, mediante solicitação das empresas.

4. Centro de Reabilitação

____________________________________________________________________________ No Centro de Reabilitação são organizadas e executadas uma série de atividades voltadas para o desenvolvimento e reabilitação das pessoas com deficiência visual, visando propiciar independência e autonomia para a sua inclusão social. Para desenvolver estas atividades, conta-se com uma equipe

multidisciplinar que acompanha todo o processo. Atividades:

  •   Serviço social
    Realiza atendimentos sociais às pessoas com deficiência visual e seus familiares, prestando- lhes informações a respeito dos serviços oferecidos pela ACERGS e esclarecendo-lhes a respeito das reais limitações da deficiência visual, bem como de suas potencialidades para exercer uma vida social autônoma.
    Este serviço presta em média 80 atendimentos ao mês.
  •   Programa de Orientação e Mobilidade
    Promove confiança, segurança e proteção em deslocamentos em ambientes internos e externos,com a aprendizagem de técnicas de utilização da bengala longa, propiciando, assim, condições para que uma pessoa com deficiência visual exerça seu direito de ir e vir de forma autônoma. Este serviço realiza a média de 40 atendimentos ao mês.

 Oficina de Braille:
O Sistema Braille, utilizado universalmente na leitura e na escrita por pessoas cegas, foi inventado na França por Louis Braille. O Sistema utiliza seis pontos em relevo, dispostos em duas colunas e possibilita a formação de 63 símbolos diferentes que são empregados em textos nos diversos idiomas, como também nas simbologias matemática e científica, em geral, na música e, recentemente, na Informática. Este serviço realiza a média de 80 atendimentos ao mês.

 Oficina de informática básica e avançada
Visa qualificar as pessoas com deficiência visual para o mercado de trabalho através de conhecimentos em informática básica e avançada por meio da utilização de leitores de tela. Este serviço realiza a média de 130 atendimentos ao mês.

 Atividades da Vida Diária
Com esta oficina busca-se a autonomia da pessoa com deficiência visual em atividades cotidianas, tais como preparar alimentos, lavar, passar e organizar sua casa. Também são ensinadas técnicas para uma boa apresentação pessoal, passando por realização da higiene pessoal, até formas de organizar seu guarda roupa. Este serviço realiza a média de 80 atendimentos ao mês.

 Atendimento Psicológico
Os acompanhamentos psicológicos têm como objetivo a resolução dos conflitos decorrentes da deficiência visual, tais como síndromes depressivas e ansiosas, assim como favorecer os processos de autonomia e independência, instrumentalizando os pacientes para tanto. Outro objetivo do acompanhamento é transmitir à família e a comunidade informações que possam vir a beneficiar o convívio, favorecendo o processo de inclusão social das pessoas com deficiência visual. Este serviço realiza a média de 50 atendimentos ao mês.

 Grupos de Convivência
A ACERGS oferece as pessoas com deficiência visual um grupo de convivência, com ênfase em mobilidade urbana, cujo o objetivo é oportunizar a troca de ideias, sentimentos e experiências. Trata-se de grupo misto, composto por pessoas reabilitadas e experientes e pessoas que estão iniciando sua caminhada rumo à reabilitação. Este serviço realiza a média de 40 atendimentos ao mês.

Outro grupo de convivência oferecido, é o grupo de mulheres com deficiência visual, no qual são discutidas diversas questões relacionadas a deficiência, a saúde da mulher, a beleza, cultura, entre outras.

5. Paradesporto

____________________________________________________________________________ Promove a inclusão social de pessoas com deficiência visual através da prática paradesportiva com o intuito de fortalecer as modalidades de esporte adaptado existentes na ACERGS e torná-las referência ao

paradesporto em âmbito nacional visando as Paraolimpíadas de 2016.
A ACERGS possui equipes de Futebol de Cinco, Goalball feminino e masculino, Judô, Atletismo e

Xadrez, que representam a entidade em competições oficiais nacionais e internacionais. A associação oferece vagas a partir dos 12 anos de idade para todas as cinco modalidades esportivas. Atualmente, a ACERGS possui atletas na seleção de judô.

6. Atividades socioculturais

Com o objetivo de socializar as pessoas com deficiência visual, a ACERGS também promove atividades socioculturais, como oficinas de dança e capoeira, e eventos como churrascos, chás, torneios.

As oficinas de dança e capoeira, além de promoverem a socialização, ajudam a desenvolver coordenação, atenção, agilidade, orientação espacial e equilíbrio, habilidades importantes para o bom desempenho do deficiente durante o processo de reabilitação.

Na dança, são incluídas pessoas de todas as idades, iniciantes ou com conhecimento prévio, e são ensinados ritmos gauchescos, samba, bolero, forró, entre outros.

7. Atendimento

____________________________________________________________________________ A ACERGS realiza mais de 600 atendimentos por mês. Os atendimentos são direcionados para pessoas com deficiência visual, associados ou não da ACERGS e seus familiares. Dentre os atendimentos destacam-se os encaminhamentos para carteira de isenção do transporte público municipal de Porto Alegre,

intermunicipal e interestadual e atendimento social.

______________________________________________________________________________________

Contato Endereços

Escritório:
Rua Vigário José Inácio, n° 433, 6° andar
CEP 90.020.100, Centro Histórico – Porto Alegre – RS – Brasil Telefone: 51 3225 3816

Sede Social:
Rua Monte Cristo, 450
Bairro Vila Nova – Porto Alegre – RS – Brasil

Endereço eletrônico

CEP 91750-000

E-mail: acergs@acergs.org.br Home Page: www.acergs.org.br

Ir para Home