Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão

Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão

A Mostra “Sonhos Acessíveis – Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D” é um evento cultural que acontecerá nas cidades de Canoas e Porto Alegre que englobará exibições de filmes, debates e oficinas nos meses de agosto e setembro de 2017. Idealizado pelas produtoras culturais  Luciana Druzina e Saskia Sá da Super8Prod o evento foi contemplado pelo Edital Pró-Cultura/RS FAC – Fundo de Apoio a Cultura –  Regional da Secretaria de Estado da Cultura e conta o apoio da ACERGS, ACELB, ADEVIC, Santander Cultural e Sesc Canoas.

A mostra de cinema e debates serão realizados no mês de setembro, com entrada franca. Os filmes exibidos contam com o recurso da audiodescrição e Impressão 3D fazendo com que os público tenha a experiência exata imaginativa de como são os personagens principais das obras audiovisuais exibidas, através do recurso da visualidade tátil (textura, massa) por meio de um dispositivo de Impressão 3D, isto é um protótipo do personagem do filme.

Dentro da programação ocorrerão oficinas de cinema para pessoas cegas e com baixa visão. Seguem abaixo as informações:

Sobre a Oficina:

A “Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis”, produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão faz parte da programação da Mostra “Sonhos Acessíveis – Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D”.

A oficina tem como objetivo geral mostrar às pessoas que é possível enxergar com os olhos da percepção, adaptando os recursos disponíveis para que as pessoas cegas e de baixa visão possam ter acesso à realização audiovisual.

O objetivo específico é apresentar de maneira didática desde a fase do roteiro cinematográfico, o processo criativo, produção de vídeos até a edição final de um curta-metragem.

Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis – produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão. 

Carga Horária: 20 horas  com 4 dias com 5 horas por dia realizada

Data: de 15 a 18 de agosto.

Pré-requisito: Jovens e Adultos cegos ou com baixa visão.

Capacidade: 12 a 20 pessoas (Porto Alegre)

Local: ACERGS – Associação de Cegos do Rio Grande do Sul

A Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis

  1. O que é?Já imaginou poder criar um roteiro, produzir e editar um vídeo, mesmo sem enxergar? Esta é a proposta da “Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis”;
  2. Quem pode participar? A oficina será destinada exclusivamente a pessoas cegas ou com baixa visão que terão a oportunidade de produzir pequenos filmes;
  3. Democratização do acesso. A iniciativa objetiva democratizar o acesso das pessoas cegas e com baixa visão aos conhecimentos teóricos e aos meios de produção técnica básicos para a produção cinematográfica;
  4. Isso é possível? Sim! É possível realizar as atividades, mesmo sendo uma pessoas cega ou com baixa visão, a partir de outras formas de percepção do mundo e de registro sensorial das impressões sobre a realidade como a audição e o tato;
  5. Como? Nossa equipe irá trabalhar com uma metodologia já testada em outras oficinas inclusivas, em que a turma entra em contato com os conhecimentos teóricos e em seguida os alunos são divididos em grupos para criar roteiros para a produção de um curta-metragem experimental (documentário);
  6. E os equipamentos?Os equipamentos usados nas oficinas serão as mesmas câmeras convencionais existentes no mercado, as quais já trazem funções sonoras que irão orientar a sua utilização, sem a necessidade de nenhuma adaptação. A produção irá disponibilizar os equipamentos de filmagem para a oficina, mas os participantes também podem levar suas câmeras digitais, webcam, celulares com câmera (sem esquecer os cabos de dados), se assim desejarem (não é obrigatório);
  7. E a edição? Os programas de edição não possuem funções sonoras para que os próprios alunos possam editar. Eles irão selecionar as imagens e sons captados para a edição sob a orientação de um editor que irá operar o equipamento;
  8. O que dá pra aprender? Os alunos terão 4 aulas com conhecimentos teóricos sobre criação de roteiro, breve história do cinema, funções da produção cinematográfica, exercícios práticos de fotografia e produção, captação e seleção de imagens para edição em grupos. Cada grupo irá criar um curta-metragem experimental;
  9. Haverá um certificado? Sim! A equipe de produção fornecerá um certificado com a carga horária a todos os participantes da oficina;
  10. Haverá material didático? A oficina fornecerá aos participantes, o material didático em uma apostila em Braille e áudio: Será um guia para o aluno após a oficina, dando dicas diretas e simples sobre a produção audiovisual.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *